António Melo Pires – entrevista imaginária

O Muito Suave esteve esta semana à conversa com António Melo Pires, director da Autoeuropa.

MS: António, então afinal que história é essa da Autoeuropa parar um mês no Natal?

AMP: Amigo, Natal é quando um homem quiser, não é? Da maneira que isto está, se a malta quer comprar prendas… vai precisar de muito tempo para procurar pechinchas, e por isso, este ano têm quase três semanas. Não se podem queixar!!!

MS: Então e a primeira semana de Janeiro?

AMP: Essa é para a malta curar as ressacas! Dah…

MS: OK, OK… Porque é que no outro dia, na entrevista ao Sol, te saíste com aquela de que seria «muito fácil pegar em 600 pessoas e mandá-las embora»?

AMP: Às vezes é preciso “motivar” o pessoal!… No dia a seguir à entrevista até houve uma menina que veio aqui ao gabinete fazer… horas “extra ordinárias”!!! (risos)

MS: !… OK. Então e os carros? Vendem-se bem?

AMP: Eh pá, sabes, este negócio dos carros, isto é uma treta do caneco. Lembras-te que começámos com os monovolumes em 95 e aquilo até vendeu umas merdas – olha lá, tu depois tiras as “merdas” do texto, certo? – mas se vendeu, não foi porque o Governo ajudasse…

MS: Como assim?… Então mas os incentivos…

AMP: Não estou a falar dessa merda. Alguma vez viste um político numa VW Sharan, numa SEAT Alhambra ou num Ford Galaxy? Esses gajos querem andar de cu tremido à pála dos nossos impostos… mas é só em Audis, Bê-Émes e Mercedes pá! E, parecendo que não… acabam por dar o exemplo. Quem tem uns trocos a mais quer parecer um gajo “bem na vida” e há lá malta melhor na vida que esses gajos??? 

MS: Lá isso é verdade…

AMP: Vê lá que até tentei oferecer um EOS ao Sócrates, para as voltinhas dele, e o gajo “ah e tal, deixe estar” e agora,  lá em Paris, anda de Mini!

Se calhar até foi melhor: era capaz de ser má publicidade o carro ficar associado àquele aldrabão!!!

MS: Pois… às tantas… Mas o EOS vende bem não vende?

AMP: Eh pá, o EOS… tu não escrevas isto OK? O EOS é um daqueles carros que não lembra a ninguém… Aquela merda, no fundo, é um Passat descapotável! E, diz-me, quem é que compra um Passat descapotável?

MS: Não sei… Quem?

AMP: Panascas e velhos putanheiros… e americanos, parece… Aquilo nos States tem vendido umas coisas…

Image

MS: É verdade, é um fenómeno interessante…

AMP: Vender um carro nos States, não tem nada que saber. É só uma questão de convencer a malta que aquilo está na moda. No fundo, é como cá!

Viste aquele filme com o John Travolta e o Danny DeVito em que o Travolta faz de Chili Palmer, “Jogos Perigosos”?

MS: Sim… mas o que é que tem a ver?

AMP: Há uma cena em que o Chili Palmer aluga um carro e, quando vai levantá-lo, entregam-lhe um Oldsmobile Silhouette, que é assim tipo uma Sharan. O gajo passa-se com o empregado e diz-lhe que encomendou um Cadillac. O empregado, para o despachar, diz-lhe: “Bom, isto  é o Cadillac dos minivans”. Daí até ao fim do filme, cada vez que lhe perguntam porque é que ele anda num carro daqueles, ele reponde: “Este carro? Isto  é o Cadillac dos minivans”. No fim do filme, à porta do restaurante de Hollywood onde o Chili Palmer e o sócio almoçam já há uma fila de minivans!!!…

Ou seja, se um tipo com pinta aparecer no sítio certo, com um carro qualquer, no dia seguinte há uma data de palermas que vão a correr comprar um igual…

MS: …como a Toyota fez com o Prius! Impingiu aquilo ao Brad Pitt, ao Tom Hanks, à Cameron Dias, ao Leonardo Dicaprio, e a mais uns quantos e aquele chanato, de repente, ficou na moda…

AMP: Certo! Nós com o EOS fizemos uma coisa do género, com uma actriz chamada Jennifer Lawrence e apesar dela ser menos conhecida que esses, a coisa deu algum resultado…

MS: Então e por cá? Vão fazer alguma coisa para aumentar as vendas?

AMP: Temos uma campanha do caraças para o EOS a ser preparada! Vê lá se gostas desta fotografia…

MS: Eh lá! O varão de inox no meio do carro vai ser um extra ou vem de série??? Ah! Ah! Ah!

AMP: Espera até veres a campanha para o Scirocco!…

MS: ???

AMP: Como é que se promove um carro que, no fundo, é uma espécie de “Golf com tunning de fábrica”?…

Quem compra isto? Putos dos subúrbios que fazem Tunning aos carros e têm ambições de entrar para a Casa dos Segredos para comer uma gaja de mamas grandes em directo! Então, o que é que temos?

Carro com tunning mais mamas com tunning,  mais Casa dos Segredos, igual a… Susana Fialho ao lado do Scirocco! Tcharam!!!

Olha para esta maquete do anúncio e diz lá que não ficaste com vontade de dar uma voltinha…

E o slogan? Gostaste do slogan? “É tudo em grande!” Tás a ver o trocadilho? Grande carro, grandes mamas… Eh! Eh! Eh! Os putos até vão babar-se a olhar pró anúncio!!!

Olha lá… tu não vais escrever estas merdas em lado nenhum pois não?… Senão os alemães fazem-me a folha…

MS: Aí, lá tinhas de fazer os tais 600 despedimentos de que falaste no outro dia ou mais até…

AMP: Não, aí os alemães é que faziam 600 despedimentos mais um… que era o meu! Ah! Ah! Ah!

Anúncios

Em casa de ferreiro, espeto de pau?

Ontem, o letreiro doImage Media Markt no Estádio da Luz estava assim…

… metade do “M” de Media apagado, e o “a” de Markt apagado também.

 

Hoje, melhorou qualquer coisa, mas ainda está assim… com o “a” apagado!

Image

Não é por nada mas… estes tipos vendem electrodomésticos!…

Será que não sabem pôr uma porcaria dumas lâmpadas a funcionar???! ! !

O urso manhoso – um conto não infantil

Era uma vez um urso de peluche chamado Steiff, que nasceu na Alemanha. Um dia, farto do frio, veio viver para Portugal, para um terra chamada Oleiros.

Em Oleiros, gostaram tanto dele que até lhe deram uma casinha, bem bonita, onde ele morava sem ter sequer de pagar renda!

Nessa casinha, trabalhavam umas senhoras que adoravam o ursinho e todos os dias costuravam mais ursinhos, para que o Steiff não se sentisse sozinho. E assim foi, durante mais de vinte anos!

O ursinho, apesar de ter casa à borla, tinha-se entretanto tornado ganancioso e um dia ocorreu-lhe que podia ter irmãos feitos na China por menos de metade do preço. Tramou-se porque as senhoras chinesas não faziam os seus irmãos assim tão bem feitinhos e teve de desistir da ideia. É que quem dá 120 ou 150 Euros por um urso, não quer uma coisa feita às três pancadas!

Entretanto, este urso manhoso tinha um irmão que tinha ido viver para a Tunísia, ainda antes dele ter vindo para Oleiros. Aí, num sítio chamado Sidi Bouzid, outras senhoras faziam mais ursinhos, tal como as de Oleiros.

As senhoras de Oleiros são muito boazinhas… mas as de Sidi Bouzid, ganham menos, essa é que é essa! – pensou ele – Estas ficam sem emprego… e eu quero cá saber disso! Vou mas é para a Tunísia!!!

Pensou… e decidiu-se. O cabrão do urso avisou que está de malas aviadas!

Agora digam-me lá, este urso é ou não é um sacana de um filho de uma Merkel?!

Para abater na dívida

Fiquei hoje a saber, graças ao JN e ao Prof. Pedro Cosme Costa Vieira, que estou a dever 20.000 €.

Não sei bem a quem é que devo isto, mas suponho que, como o Zé foi para Paris, fiquei a dever ao Pedro.

E se isto é calculado por um professor da Faculdade de Economia do Porto é porque deve ser verdade. Os professores de Economia da Faculdade não se costumam enganar, além de raramente terem dúvidas.

Como estou sem disponibilidade para pagar tudo assim de uma vez só, mas gostava de saldar esta dívida o mais rapidamente possível, lembrei-me que, para além do Impostozinho do costume ao fim do mês, posso oferecer ao Estado mais qualquer coisita, mais precisamente 250€.

Pois então… Está aqui posto à disposição do Pedro um Cartão Presente no valor de 250€ que me ofereceu hoje o Belmiro.

Agora digam lá… sou ou não sou um tipo às direitas?

Um insecto perigoso

Se és do sexo masculino, este insecto é bastante mais perigoso do que que possas pensar.

Antes de mais, que insecto pensas estar a ver na foto?

Disseste… libelinha?

Se disseste libelinha, pensa lá: porque raio é que dás um nome tão amaricado a um insecto a que podes chamar libélula?

Arranja as desculpas que quiseres mas acho que está na altura de encarares que…  és um bocado “libelinha”!

Eu bem dizia que este insecto é perigoso!…